quarta-feira, 17 de junho de 2015

Dom Ruy pede apoio dos vereadores contra a ideologia de gênero

Dom José Ruy, bispo da diocese de Jequié, enviou carta à Câmara Municipal da cidade solicitando rejeitar a possível inserção da ideologia de gênero no Plano Municipal de Educação. Citando um colega, o bispo afirma que o papel da educação é "fomentar o conhecimento da realidade, não a sua desconstrução", ou seja, o plano quer, na verdade, "encobrir o fato de que os seres humanos se dividem em dois sexos". Para ele, as pessoas devem ser respeitadas, mas não confundidas. Abaixo, o texto na íntegra:
--------------------------

Venho, em nome da Igreja Católica presente nesta Diocese de Jequié, objetar a possível inserção no Plano Municipal de Educação da perniciosa e nefasta “ideologia de gênero” como implementação de política educacional.

As expressões “gênero” ou “orientação sexual” referem-se a uma ideologia que procura encobrir o fato de que os seres humanos se dividem em dois sexos. Segundo essa corrente ideológica, as diferenças entre homem e mulher, além das evidentes implicações anatômicas, não correspondem a uma natureza fixa, mas são resultado de uma construção social.

Faço minhas as palavras de um irmão bispo que escrevia nestes dias: “A escola deve ter compromisso com a verdade, fomentando o conhecimento da realidade e não doutrinando os alunos com ideologias. O papel da educação deve ser o de fomentar o conhecimento da realidade, não a sua desconstrução, ou a neutralização das características psicológicas e biológicas dos meninos e das meninas. Devemos ensinar os nossos filhos e alunos a respeitar as pessoas, independentemente do sexo, raça, condição social, etc., mas isso não quer dizer confundi-los com uma ideologia como essa.

Na verdade, os que adotam o termo gênero não estão querendo combater a discriminação, mas sim “desconstruir” a família, o matrimônio e a maternidade e, deste modo, fomentam um “estilo de vida” que incentiva todas as formas de experimentação sexual desde a mais tenra idade”.

As consequências de uma ideologia marxista como esta serão fatais não apenas na desconstrução antropológica e psicológica de nossas crianças, como também a destruição da família.

Rogo também aos Edis desta Cidade, em nome de todas as famílias cristãs, que repilam com veemência qualquer proposta neste sentido.

Suplicando bênçãos e luzes para esta Casa do Povo, subscrevo-me,

Dom José Ruy G. Lopes,
Bispo Diocesano de Jequié.

Foto: Mitra Jequié (Facebook)

Nenhum comentário: