quinta-feira, 7 de maio de 2015

Roberto Britto aprovou a MP que dificulta o seguro-desemprego; Antonio Brito se absteve

A Medida Provisória 665/14, que dificulta o acesso ao seguro-desemprego, foi aprovada na Câmara dos Deputados, nesta quinta (7), pelo placar de 252 a 227. A vitória do Planalto só foi possível graças a 16 parlamentares de oposição que decidiram apoiar o arrocho fiscal (8 do DEM, 7 do PSB e 1 do SDD). Se eles tivessem seguido a orientação de seus partidos, de votar contra a medida, o governo teria perdido de 236 a 246. Seria a vitória dos trabalhadores, mas não deu.

O deputado jequieense Roberto Britto (PP) votou favorável à MP de Dilma. Resta saber como ele vai se justificar. Antônio Brito (PTB), que teve 36 mil votos em Jequié na última eleição, foi o único dos 513 deputados a se abster. Ficou em cima do muro, mas pelo menos não penalizou o trabalhador, que além de manter o governo com seus impostos, terá agora que cobrir o rombo feito por este mesmo governo, caso a MP passe no Senado.

James Meira

Deputado Roberto Britto, votou sim à MP que dificulta o seguro-desemprego

Deputado Antônio Brito, único dos 513 a se abster de votar

Nenhum comentário: