sexta-feira, 8 de maio de 2015

Os verdadeiros traidores dos trabalhadores obedecem a Dilma; sindicatos precisam reagir

A aprovação pela Câmara dos Deputados da MP 665/14, que retira direitos trabalhistas, aponta para os verdadeiros traidores do povo. Foram 252 deputados favoráveis à medida. E eles têm uma líder: a presidente da República, Dilma Roussef.

É uma traição em dose dupla. Primeiro, porque o principal motivo do arrocho fiscal é cobrir o rombo nas contas públicas feito pelos governos do PT. Depois de quase 13 anos no poder, eles são, sim, os verdadeiros responsáveis pela crise econômica brasileira. Além de maus gestores, protagonizaram o maior esquema de corrução de que se tem notícia em toda a historia da humanidade! E obrigam os trabalhadores brasileiros a pagar a conta.

O segundo aspecto da traição é que Dilma disse, na campanha eleitoral de 2014, que não tiraria direitos trabalhistas nem que a vaca tossisse. A vaca tossiu, mas ao invés de ir pro brejo sozinha, mandou os trabalhadores no seu lugar.

Espera-se agora uma grande manifestação dos sindicatos que fizeram o enterro simbólico dos deputados favoráveis ao PL das terceirizações, algumas semanas atrás. Hoje, o que o povo quer ver é o cortejo fúnebre dos deputados que dificultaram o acesso ao seguro-desemprego e ao abono salarial. E não se esqueçam de enterrar a presidente junto.

James Meira


Deputados recolhem as notas de 'petrodólares' atiradas no plenário por integrantes da Força Sindical
Força Sindical promove chuva de PTrodólar (Foto: Beto Barata, Folhapress)
Lula, Dilma e Vaccari aparecem em notas de PTrodólar (Foto: Beto Barata, Folhapress)

Nenhum comentário: