terça-feira, 30 de dezembro de 2014

PT deixa de ser o partido dos trabalhadores. A vaca tossiu

O Partido dos Trabalhadores decidiu que o governo federal precisa economizar. É que os números divulgados desde as eleições demonstram a má governança da presidente Dilma Roussef. Nesta segunda, 29, o Tesouro Nacional anunciou que o rombo fiscal de 2014, até novembro, é de 18 bilhões de reais.

Rombo fiscal é sinônimo de má gestão. Má gestão do partido que há 12 anos administra quase 80% de todos os recursos arrecadados no país. Dinheiro, portanto, é o que não falta.

Para cobrir o rombo, que foi feito pelo PT, o governo encaminhou ao Congresso uma Medida Provisória que passa a conta para os trabalhadores brasileiros. Isso mesmo, o Partido dos Trabalhadores decidiu que quem deve pagar o preço dos seus pecados é o cidadão que teria direito ao seguro-desemprego, benefício por morte de cônjuge, ou auxílio-doença. Em outras palavras, o governo vai penalizar quem mais precisa, no momento em que mais precisa.

Milhares de trabalhadores perderão direito ao seguro-desemprego. Pelas novas regras, para receber o benefício será preciso trabalhar pelo menos 18 meses (se for 1º emprego), 12 meses (no caso de 2º emprego) e 6 meses (para o 3º emprego). Hoje o tempo mínimo é de seis meses para todos os casos. Quanto aos viúvos/viúvas cujos companheiros contribuíam para a previdência, a pensão por morte não será mais integral nem vitalícia e só será concedida se houver pelo menos dois anos de contribuição do segurado e desde que se prove o mesmo período de união conjugal. Atualmente, não há carência.

Coincidência ou não, o governo pretende economizar, por ano, os 18 bi que gastou além da conta. Talvez porque queira repetir a farra todos os anos. É o partido dos trabalhadores contra os trabalhadores! Como diria FHC, demonizado pelos petistas, "assim não dá, assim não pode".

Mas tem a vaquinha, lembra?

Pois é, durante a campanha eleitoral, a presidente e candidata Dilma Roussef disse que não mexeria nos direitos trabalhistas nem que a vaca tossisse. Pois a vaca tossiu.

Muuuuuuuuuuuu.

Ministro Aloizio Mercadante (centro) anuncia mudanças em regras da Previdência Social (Foto: Nathalia Passarinho / G1)
Ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante (centro) anuncia medidas que vão penalizar trabalhadores

James Meira

Nenhum comentário: