sábado, 1 de fevereiro de 2014

Retratação de Hector Munaro: breve comentário

No post anterior, publiquei texto em que o professor Hector Munaro se retratou publicamente da denúncia feita por ele contra dois policiais militares de Jequié; um deles sou eu. Antes da retratação, Hector manteve contato comigo por e-mail, colocando-se à disposição para tal. Respondi-lhe com informações sobre as consequências legais do seu ato e lhe assegurei que não moveríamos ação judicial se a retratação fosse feita nos termos devidos. Depois disso, não me disse mais nada, já partindo para o pedido de desculpas.

A meu ver, o tom adotado não foi o mais apropriado. Dizer, por exemplo, que o Comando da PM informara a ação correta dos policiais denunciados me parece um argumento deslocado, absolutamente irrelevante para um pedido de desculpas. Considero-o até mesmo incoerente. É como se a informação do Comando da PM, esclarecendo o fato, o isentasse da responsabilidade da retratação. Pelo contrário! A partir dali seu erro já estava exposto e por isso mesmo aquele era o momento de reconsiderar o que disse. 

De toda forma, independentemente da motivação, a retratação do professor é um ato louvável. Dou-lhe os parabéns pelo gesto de hombridade em reconhecer que errou. Para mim e para o colega envolvido o assunto está encerrado. Página virada, vida que segue.

James Meira

Nenhum comentário: